6 tipos de pessoas que ferraram comigo em algum ponto dessa vida. (Parte I)

Minhas experiências com pessoas no geral sempre basearam-se em extremos. Talvez porque eu seja uma pessoa gótica que ama ou odeia, eu sempre recebi isso em reciprocidade. Não vivo grudada com grupos de 35 amigos, tenho certa dificuldade em fazer novas amizades e me sinto completamente drenada quando tenho de forçar a social. Não bajulo, às vezes sumo e não suporto ter de ouvir cobranças desnecessárias. No mais, uma pessoa chata. =P

Mas ao longo de vinte e quatro aninhos, infelizmente eu acabei tendo de lidar com alguns tipos de demônios pessoas. Para você, caro leitor que tem muito jogo de cintura, pode parecer moleza ter de lidar com alguns deles. Pra mim, só depois de levar algumas facadas nas costas. Por isso, eu resolvi listar seis tipos de pessoas (dividindo em dois posts) que, em algum patamar dessa vida, me fizeram querer ser réu primário perder um pouco de esperança no ser humano.

backstab

Desculpe. Minhas costas machucaram sua faca?

1 – O “Andrea Doria”

O SS Andrea Doria foi um navio transatlântico italiano dos anos 50 que, infelizmente colidiu com outro navio em alto mar e acabou naufragando. Aí, você me pergunta: “Tá, e?” – Calma, não é sobre navios que eu quero falar. O Andrea Doria também serviu como inspiração para uma música homônima do Legião Urbana que eu gosto bastante.

(…) Eu sei é tudo sem sentido
Quero ter alguém com quem conversar
Alguém que depois não use o que eu disse
Contra mim…

Hmmm, sim. Agora você deve ter lembrado de alguém específico e está relacionando as coisas. Exatamente, o amigo Andrea Doria sabe dos seus íntimos – coisa que você, por inocência ou algum outro motivo – acabou compartilhando com ele. O Andrea (como chamaremos carinhosamente), uma pessoa que descende dos elefantes, guardou em seu palácio de memórias de 5 yattabytes, tudo o que você disse em momentos sensíveis, confissões, promessas, entre outras coisas. E ele espera para esfregar na sua cara como uma esponja cheia de ácido sulfúrico, todas aquelas palavras que alguém com o mínimo de sensibilidade manteria em um túmulo. Todo mundo taca coisas na cara de todo mundo, isso é verdade. O problema é que quando alguém usa algo íntimo e importante que você mesmo falou, em um determinado momento, contra você. Isso mostra o quão baixa aquela pessoa pode ser para te vencer em um argumento e afundar você, independente dos seus sentimentos.

2 – O Caçamba Basculante de Entulho.

complain

Também popularmente conhecido como vampiro energético, é aquela pessoa que chega em você, descarrega 5 toneladas de problemas, mal estar, tristeza, depressão, trevas, ideias ruins, bad vibes e reclamações. Ela não está nem um pouco preocupada em como resolver estes problemas. Ela só quer despejar todo o lixo em alguém, sentir-se melhor e mais livre, e cair fora, mais leve. E vale lembrar que não importa se você lhe der a solução, ela também não está interessada nisso. Ela está interessada na sua energia.

Não me entendam mal; Eu acho que um ombro amigo em momentos ruins é algo essencial, algo que salva vidas, até. Mas eu tenho certeza que vocês sabem diferenciar uma pessoa que quer um conselho ou precisa desabafar, daquela pessoa que acha que você é privada. Pelo menos na terceira vez que o Caçamba faz isso, você vê que ele não tem um objetivo, um conselho, uma solução. Ele só quer reclamar, reclamar e reclamar até você se sentir um completo lixo.

3 – O Doppelgänger/Gêmeo Ruim.

backstab2

Vocês começaram uma amizade porque perceberam que tinham gostos parecidos. Comportamento parecido, reações parecidas. Era o queijo da sua goiabada, o canudinho do seu Toddyinho, a manteiga do seu pão. Mas antes, deixe-me explicar o que é um Doppelgänger.

Segundo uma lenda alemã, existe um ser que tem o dom de “clonar” uma pessoa e imitá-la nos mínimos detalhes. Esse ser é chamado de Doppelgänger. (…) Muitos dizem que ele é considerado o lado negativo, que tenta influenciar a pessoa a fazer coisas cruéis, que ela não faria normalmente. Outros acreditam que esta criatura poderia ser um conselheiro invisível, que seria visível somente para o que o tem. – Fonte.

Acontece que em algum momento, o seu amigo metamorfo resolve que é o Highlander e só pode haver um. Esse comportamento desencadeia, normalmente, quando você se sai melhor em alguma coisa ou acontece algo de bom pra você e não pra ele. Por que? Porque ele quer ser você, por algum motivo. Em pouco tempo, você estará mal falado em todos os lugares, e não vai fazer a mínima ideia do porquê.

“Eu não sou especial, eu não tenho nada demais.” – Você pensa. Mas você possui algo que ele deseja ter e isso basta. Nem sempre a imitação é a melhor forma de elogio. Às vezes pode te render grandes dores de cabeça.

Bom, no próximo post eu colocarei mais três tipos de pessoas. Se vocês tiverem sugestões, coloque nos comentários! :3

Beijos.

Anúncios

Um comentário sobre “6 tipos de pessoas que ferraram comigo em algum ponto dessa vida. (Parte I)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s